Artigos / Posters / Apresentações

Estudio material y tratamiento de uma pintura acrílica contemporánea del pintor António Charrua con contaminación por microorganismos

En este texto se aborda el problema de una pintura en forma de tríptico, acrílico sobre lienzo,de 1992, del artista António Charrua, la cual presentaba contaminación por hongos que habían atacado la superficie heterogéneamente. Se estudiaron las características materiales de la obra y la naturaleza de los microorganismos para comprender mejor las causas del desarrollo de los hongos. A través de las pruebas realizadas y de los resultados, se propuso un tratamiento de conservación para la pintura y se verificó su eficacia...

 

 

 

 

 

 

Para ler o artigo completo clique aqui.

 

 

A reintegração cromática em pintura de cavalete

 
 
 
 

 

 

 

Para ver a apresentação realizada no I Encontro Internacional de Reintegração Cromática em Bens Culturais clique aqui.

 
As pinturas da igreja matriz de freixo de espada à cinta - A intervenção

 Provenientes de um anterior retábulo quinhentista, já desaparecido, as dezasseis pinturas sobre madeira, pertencentes à igreja de S. Miguel, matriz de Freixo de Espada à Cinta, perduraram, in loco, como conjunto, até aos nossos dias, readaptando-se às alterações inerentes a quase 500 anos de história que foram transformando o imóvel e o seu acervo. Data de Dezembro de 1709....

 

 

 

 

 

 

 

 

 Para ler o artigo completo clique aqui.

 

 

 A intervenção de conservação e restauro na superfície do mobiliário hospitalar - O caso da mesa ginecológica pertencente ao Museu da Medicina maximiano Lemos da faculdade de medicina da universidade do porto

 

 

 

 

 

 

 

 

Para ver a apresentação realizada nas IV Jornadas Arp, Pluralidade cultural: repensar a diversidade do património cultural e a sua conservação, clique aqui

 

 

A problemática do destacamento da folha metálica em estruturas retabulares - CASO DE ESTUDO RETÁBULO-MOR DA IGREJA DE FONTE ARCADA

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para ler o poster apresentado no Encontro Luso-Brasileiro do Barroco clique aqui.

 

retrato de D. Nuno da Cunha

Estamos perante um retrato oficial barroco, não assinado, que é possivel datar entre 1721 e 1750, datas da imposição do chapéu cardinalício e da morte de D. Nuno da Cunha.

O retratado, envergando sobrepeliz vermelha e alva com remates de renda largas, exibe os símbolos de poder que quis perpetuar - o chapéu cardinalício e a cruz peitoral.

 

 

 

 

 

 

Para ler o artigo completo clique aqui.